Escolha uma Página

Você tem tirado o máximo de proveito de tudo que a internet pode oferecer para o seu negócio? Vamos encarar a realidade: nos dias atuais, ou você segue o caminho que algumas empresas encontraram para não apenas sobreviver, mas se desenvolverem, ou vai desperdiçar cada vez mais tempo e dinheiro para vender cada vez menos. E o segundo caso é  mais comum do que se imagina.

Muitos empresários já entendem a importância e pensam “Ok, agora eu preciso urgente de um site, configurar uma página no Facebook para postar frases interessantes que tenham a ver com o meu negócio, e disparar E-mail Marketing toda semana”. Então o Empresário investe em Desenvolvimento do site, Designer para identidade visual, um Social Media para cuidar das redes sociais e pede para que o mesmo toda semana dispare E-mail Marketing. Nos primeiros meses o Empresário divulga satisfeito “Minha Empresa está na Internet!”. E realmente está… porém o tempo passa. O site tem poucas visitas e não é atualizado, as postagens no Facebook não engajam, e os disparos de Email Marketing viram um tormento porque a maioria cai no lixo eletrônico dos destinatários, quando não são excluídos de imediato, ninguém clica e em todo disparo muitos se descadastram. No final o Empresário acredita que a Internet é apenas uma vitrine, somente para ele dizer que a sua empresa tem um site e redes sociais, mas nunca conseguiu contatos e vendas pela internet. Por isso se frusta, e fica desacreditado do poder da internet para o seu negócio.

Assim como esse é o caso de muitos empresários, pode ser o seu caso também. A maioria das empresas não sabem utilizar todo o poder da internet, começam de maneira errada e não conseguem ter resultados. Mas nessa série de artigos, eu vou te ajudar a desbravar corretamente esse caminho.

Eu gosto de elaborar projetos de 4 semanas para os meus clientes, onde juntos executamos cada uma das etapas até consumar o projeto e coletar os frutos, para então passarmos para outro projeto de etapas. É por isso que o título dessa série é “4 Semanas para desenvolver o seu negócio na internet (corretamente)”, eu vou passar um Check-list para ser executado durante 4 semanas, e depois desse período você vai perceber que é possível obter os resultados que pretende para o seu negócio.

Não quero dizer que em 4 semanas você vai triplicar suas vendas, ou fechar grandes contratos de prestação de serviço (apesar de que com essas mudanças muitos já conseguem resultados). Porém não existe essa receita mágica de começar do zero e da noite para o dia ter um alto faturamento. Aliás, há na verdade uma relação entre Tempo, Escopo (atividades) e Investimento. Mas esse é um assunto para discutirmos depois.

Em 4 semanas você vai construir a base da sua edificação na internet. E com essa base sólida, irá obter mais resultados significativos para o seu negócio. Nessa série de artigos vamos conversar sobre 4 pontos importantes, para você ingressar no mundo online corretamente e desenvolver um trabalho que seja visto, conhecido e reconhecido pelo seu público:

  • 1ª Semana: Construindo uma Presença Online
  • 2ª Semana: Trabalhando com Conteúdo
  • 3ª Semana: Sendo Encontrado nas Buscas
  • 4ª Semana: Relacionando-se e Engajando

 

Semana Zero: O Posicionamento

Posicionamento e Autoridade

Todo projeto exige preparação e planejamento. Eu chamo de semana zero porque vai direcionar todas as suas ações nesse projeto, e é por onde EU SEMPRE COMEÇO quando inicio novos projetos de Vendas Online para clientes: com o Posicionamento da empresa no mercado.

Posicionamento é a percepção que o público tem do seu negócio, ou ao seu respeito como pessoa. Pense no seguinte: Como você quer que o seu negócio seja visto pelo público? Qual é a imagem que você quer passar como pessoa para quem está próximo a você? Como os seus amigos te definem?

Esse é um pilar muito importante para você alcançar os seus objetivos. Pois quando você tem um Posicionamento, você ganha Autoridade. E sendo uma Autoridade no seu segmento, as estratégias tendem a apresentar melhores resultados em menos tempo e com menos investimento.

Por outro lado, se o seu público pouco te conhece, então não confiam e não têm uma imagem formada ao seu respeito. Logo dificilmente o seu público alvo vai comprar algo de você. Essa falta de posicionamento é um dos grandes responsáveis por levar empresas e profissionais ao fracasso. Tem aqueles que são apenas mais um, sem um diferencial no mercado, e existem aqueles que querem ser tudo, falam sobre tudo e acabam não sendo reconhecidas por nada.

Eu vou te dar um exemplo de posicionamento:

Um casal de amigos têm uma academia em Salvador, no bairro de Mussurunga. Pelas proximidades existem outras academias e a concorrência é acirrada. Os donos dessa academia são conhecidos na cidade por serem um casal de atletas de fisiculturismo (marido e esposa, ambos são atletas) e por treinarem fisiculturistas campeões. Com isso os alunos estão acostumados a presenciar constantemente treinos muito intensos e ver dietas difíceis de serem seguidas. Eles chamam esse treino intenso de “treino flagelo”. Todos os moradores do bairro quando querem um treino intenso com resultado cronometrado, vão fazer um treino flagelo naquela academia. Até pessoas mais dedicadas a musculação que moram em bairros muito distantes, vão treinar pesado nessa academia. E assim eles se posicionaram no mercado. A maioria dos alunos que saem da academia, para experimentar outras, sempre retornam dizendo que apenas lá tem um treino flagelo com resultado marcado no calendário. Nenhuma outra academia do bairro conseguiu ter o mesmo posicionamento para aquela brecha do mercado, que era treino e dieta de fisiculturista para qualquer pessoa, o Treino Flagelo.

Agora um exemplo de falta de posicionamento:

Eu atendia uma Imobiliária em Salvador que decidiu se posicionar no mercado, com uma proposta diferente de outras imobiliárias. Mas no mundo online não sabia como se posicionar, sendo vista como mais uma imobiliária dentre as diversas opções da cidade. Você só encontrava essa imobiliária no Google, se pesquisasse pelo nome da empresa. Mas nos resultados de busca referente a imóveis, não aparecia. Fazendo uma Análise de Presença Online dessa empresa, vi que as palavras que posicionavam nas primeiras páginas do Google eram “Oportunidade única!”, “Imperdível!”, “Aproveite!”… Agora me responda: quando pesquisa por imóveis na sua cidade, você escreve no Google “apartamento imperdível”, “oportunidade única”? Essa Imobiliária também não tinha nenhuma presença online e autoridade perceptível, nada que fizesse as pessoas pensarem “é com eles que eu quero comprar o meu imóvel”. A Imobiliária é muito conhecida entre corretores da cidade e outras imobiliárias, por causa do dono da empresa que é um corretor conhecido e renomado no meio. Mas para o público que interessa, os compradores, a empresa não tinha posicionamento e presença online.

Qual a imagem as pessoas tem ao seu respeito? Qual o seu diferencial e qual a brecha de mercado você irá preencher? São perguntas que você deve se fazer constantemente, para definir o seu posicionamento e trabalhar a autoridade da sua empresa.

A sua tarefa nesse primeiro momento, é criar o seu posicionamento:
– Definir como você quer que as pessoas te percebam, qual a imagem elas terão ao seu respeito ou do seu negócio.
– Encontrar um diferencial, uma brecha do mercado, uma solução específica que você será lembrado.
– Desenvolver o seu estilo, como você vai passar essa solução para o público.

A intenção de tudo isso, é criar uma percepção ao ponto de que as pessoas te associem ao que elas querem. O seu Posicionamento sempre será voltado a resolver um problema específico.

Depois de definir o seu Posicionamento, o comportamento da sua marca na internet deverá ser correspondente ao que foi definido. Tudo que você fizer será com o objetivo de reforçar o seu Posicionamento. A sua Presença Online deverá seguir com exatidão o objetivo que você pretende alcançar. E sobre essa Presença Online eu vou falar na sequencia dessa série de 4 Semanas para Desenvolver o seu Negócio na Internet.

 

Não perca a sequência!